Fortuna Crítica

Resenhas e Artigos Científicos

Última atualização: 14.07.2014

ALMEIDA, Adriana Antunes de, “A Estética da cidade pela geografia do afeto na obra de Moacyr Scliar”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 5, n° 8, mar. 2011. ISSN: 1982-3053.

ARAÚJO, Vera Lúcia R. G. de, “O Humor e a recepção textual em ‘Festa no castelo’ de Moacyr Scliar”, in Leitura, Maceió, jan-jun. 1997, pp. 15-31.

ARRUDA, Angela Maria Pelizer de, “O Humor em contos de Moacyr Scliar: um representante da ficção contemporânea”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

BASTOS, Fernanda Almeida, “O Mito e a identidade no romance ‘A Mulher que escreveu a Bíblia’, de Moacyr Scliar”, in Letras de Hoje, Porto Alegre, EDIPUCRS, v. 37, n° 2, juin 2002, pp. 159-171.

BERND, Zilá, “La quête d’identité: une aventure ambiguë”, in Voix et images: Littérature québécoise, Montréal, 1986, n° 34, pp. 21-26.

BERND, Zilá, “De trânsitos e de sobrevivências”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 197-209.

BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina, “Navegador de longo curso”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 7-9.

BERND, Zilá; MOREIRA, M.E.; MELLO, Ana M. L. (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar. Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012.

BEVILAQUA, Ceres Helena Ziegler, “O Centauro no jardim”, in Letras 90, Santa Maria, ABL, 1990.

BITTENCOURT, Gilda Neves da Silva, “O Contista Moacyr Scliar na literatura gaúcha dos anos 70”, in Signo,Universidade de Santa Cruz do Sul, v. 26, n° 41, jul-dez. 2001, pp. 39-50.

BORDINI, Maria da Glória, “Moacyr Scliar e o conto insólito”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 71-76.

BORTOLOTTI, S., “O Ciclo das águas, de Moacyr Scliar”, in Revista do Centro de Artes e Letras, Santa Maria, v.13, n° 1/2, jan/dez. 1991, pp. 47-55.

BRASIL, Luiz Antonio de Assis, “O universo nas ruas do mundo”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 13-33.

BRUMER, Anita, “O Humor judaico em questão”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v.1, n° 2 (jul-dez) 2009, pp. 6-13.

BRUNN, A. von, Die seltsame Nation des Moacyr Scliar: judisches epos in Brasilien, Frankfurt, Domus Editoria Europaea, 1990.

CERQUEIRA, Patricia Fialho, “Homenagens póstumas a Moacyr Scliar no Brasil”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 195-206.

CHAVES, Flávio Loureiro, Matéria e invenção: ensaios de literatura, Porto Alegre, Ed. da UFRGS, 1994.

__________, “Scliar e a diáspora de todos nós”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 169-178.

CHARLES, Monteiro, “História, literatura e memória do espaço urbano na ficção de Moacyr Scliar”, in Estudos Íbero-americanos, PUCRS, v. 24, n° 1, jun. 1998, pp. 181-199.

CORNELSEN, Elcio Loureiro, CURY, Maria Zilda Ferreira, “Espaço étnico e traduções culturais em Moacyr Scliar e Eliezer Levin”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 155-177.

CUPERSCHMID, Ethel Mizrahy, “Por que alguém quer se tornar médico?”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

CURY, Maria Zilda Ferreira, “Imagens flutuantes: Questões de identidade em Lasar Segall e Moacyr Scliar”, in MENDES, E. A. De M. Et al., O Novo milênio: Interfaces linguísticas e literárias, Belo Horizonte, UFMG/FALE, 2001, pp. 505-521.

___________, “Imagens flutuantes, identidades negociadas”, in Brazil/Brazil, n° 26, 2001, pp. 67-94.

___________, “Scliar, Moacyr. Saturno nos trópicos: a melancolia europeia chega ao Brasil” , in Brazil/Brazil, n° 29, 2003, pp. 105-107.

___________, “Vozes narrativas em ‘A Majestade do Xingu’, de Moacyr Scliar”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 149-168.

FIGUEIRÊDO, Fernanda, “A intertextualidade em ‘A Mulher que escreveu a Bíblia’, de Moacyr Scliar: realidade literária e discurso religioso frente às lacunas do imaginário”, in XIII Encontro da ABRALIC. Internacionalização do Regional, UEPB/UFCG, Campina Grande, PB, out. de 2012.

FISCHER, Luís Augusto, “A Majestade do Xingu”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 121-134.

___________, “Na noite do ventre e o romance de Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 116-121.

___________, “A Crônica de Moacyr Scliar: Luís Augusto Fischer entrevista Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 101-102.

FORNOS, J. L. G., “A Mulher que escreveu a Bíblia”, in Brazil/Brazil, n° 24, 2000, pp. 109-113.

FRANÇA, Maria Cristina Caminha de Castilhos, “Da festa de família ao patriarcado… afinal, ser imortal tem suas vantagens”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 95-110.

FRANZ, Marcelo, “Zoomorfismo e hibridismo humano-animal na ficção: situações e significações”, in XI Congresso Internacional da ABRALIC: Tessituras, Interações, Convergências, São Paulo, USP, jul. 2008.

FREITAS, Marcus Vinicius de, “A leveza do centauro”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

FROTA, Ana Maria Monte Coelho, “Diferentes concepções da infância e adolescência: a importância da historicidade para sua construção”, in Estudos e Pesquisas em Psicologia, UERJ, Rio de Janeiro, v. 7, n° 1, abr. 2007, pp. 147-160.

FRUNGILLO, M. L., “Raio de luz entre sombra”, in Revista Ciências & Letras, Porto Alegre, FAPA, n° 34, jul/dez. 2003, pp. 161-170.

GINZBURG, Jaime, “Uma literatura contra a morte: notas sobre narradores em Moacyr Scliar”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 69-78.

GUINSBURG, Jacó, “Eh, tchê, Moacyr , Scholem Aleikhem!”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 114-115.

IGEL, Regina, “Moacyr Scliar e Milton Hatoum: semelhanças e diferenças”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

__________, Imigrantes judeus/Escritores brasileiros: o componente judaico na literatura brasileira, São Paulo, Perspectiva, 1997.

INSTITUTO ESTADUAL DO LIVRO, Moacyr Scliar, (Autores gaúchos, 9), Porto Alegre, IEL, 1985.

JOSEF, Bella, “Literatura judaica no Brasil”, in Herança judaica, São Paulo, n° 68, jun. 1987, pp. 27-40.

HANCIAU, Nubia J., “Moacyr Scliar e a crônica”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 111-126.

HEINEBERG, Ilana, “Espaços de abertura no shtetl brasileiro. Moacyr Scliar: Uma leitura de ‘A Guerra no Bom Fim’ ”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 77-86.

__________, “Dois olhares sobre a Shoah na literatura brasileira: Uma leitura dos contos ‘O Retrato’, de Jacó Guinsburg, e ‘Na minha cabeça suja, o holocausto’, de Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 2 (jul-dez.) 2011, pp. 117-129.

__________, “Esperando Astrojildo Pereira: utopias revisitadas pela História e pela Literatura em ‘Eu vos abraço, milhões’ ”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 51-68.

HOLFELDT, Antonio, Antologia da literatura rio-grandense contemporânea, Porto Alegre, L&PM, 1978.

JACOBSEN, Rafael Bán, “Errância, símbolo e rivalidade na saga de um diamante: Uma análise de ‘Na noite do ventre, o diamante’, de Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 122-128.

LANI, Soraya, “La Mémoire et l’imaginaire utopique. Une lecture de l’œuvre ‘Sa Majesté des Indiens’, de l’écrivain juif brésilien Moacyr Scliar ”, in AMERIKA n° 3, La mémoire et ses représentations esthétiques dans l’Amérique Latine, set. 2010. Disponível em : http://amerika.revues.org/1329. Acesso em: 14 jul. 2014.

___________, “L’Identité hybride. Une lecture de l’œuvre ‘Le centaure dans le jardin’ de l’écrivain juif brésilien Moacyr Scliar ”, AMERIBER, 2011.

___________, “Violence au féminin dans la construction de l’identité judéo-chrétienne. Une lecture de l’œuvre ‘Os Deuses de Raquel’, de Moacyr Scliar”, in BINET, Ana-Maria, PEYLET, Gérard (orgs.), Violence et sacré (Cahiers du Laboratoire Pluridisciplinaire de Recherches sur l’Imaginaire appliquées à la Littérature), n° 96, Bordeaux, Eidôlon /Presses Universitaires de Bordeaux, nov. 2011, pp. 234-235.

____________, “Metamorfose e imaginário equino na construção da identidade judaica brasileira em ‘O Centauro no jardim’ de Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n. 2 (jul-dez.) 2011, pp. 130-142.

____________, “Intertexto bíblico na ficção de Moacyr Scliar: da implicitação à paródia, uma leitura de ‘A Mulher que escreveu a Biblia’ ”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 127-147.

LEVEMFOUS, Sérgio Israel, “Literatura e etnicidade: Fragmentos do repertório judaico na composição de uma identidade americana”, in BERND, Zilá, LOPES, C.G., Identidades e estéticas compósitas, Porto Alegre, Centro Universitário La Salle, 1999.

__________, “Da utopia americana ao não-lugar: Identidade judaica e americana em autores brasileiros e francófonos”, in BERND, Zilá, Americanidade e transferências culturais, Porto Alegre, Movimento, 2003.

MACHADO, J. G., “Mês de cães danados”, in MACHADO, J. G., Constantes ficcionais em romances dos anos 70, Florianópolis, Editora da UFSC, 1981.

MALARD, L., Escritos de Literatura Brasileira, Belo Horizonte, Comunicação, 1981.

MELLO, Ana Maria Lisboa de, “Moacyr Scliar, contista”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 137-151.

MENTON, Seymour, “Más de dos mil años de exilio y de marginación: la novela histórica judía de la América Latina: Dos versiones del judío errante: Edmind Ziller y Rafael Mendes” , in MENTON, Seymour, La Nueva novela histórica de la América latina (1979-1992), México, Fondo de Cultura Económica, 1993, pp. 210-235.

MONIZ, Naomi Hoki, “Do símbolo à alegoria: corrosão do significado”, in Leopoldianum, Santos/EC, v. 9, set. 1982, pp. 59-68.

MOSCOVICH, Cíntia, “Carta para Beto Scliar e outros órfãos”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

__________, “Scliar, eleito pela ficção”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 35-44.

NASCIMENTO, Lyslei, “Da circuncisão de um centauro”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

NURIEL, Patrícia, “O Significante ‘Israel’ na novelística de Moacyr Scliar: A Batalha por Jerusalém numa rua portuária do Brasil” , in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 87-96.

OLIVEIRA, Leopoldo Osório Carvalho de, “Subvertendo a escrita e a história: um olhar contemporâneo sobre a antiguidade bíblica em ‘A Mulher que escreveu a Bíblia’, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

___________, “A Guerra no Bom Fim e o Bom Fim do shtetl: A Gênese da temática predominante nas obras de Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 2, n° 1 (jan-jun.) 2010, pp. 92-102.

___________, “‘A Estranha nação de Rafael Mendes’: ficção, história e reinvenção identitária da história, in Todas as Musas, Ano 2, n° 1, jul-dez. 2010. ISSN 2175-1277.

___________, “De uma literatura de imigração a uma literatura migratória: breve análise da obra de Moacyr Scliar”, in XI Congresso Internacional da ABRALIC: Tessituras, Interações, Convergências, São Paulo, USP, jun. 2008.

OLIVIERI-GODET, Rita, “Oswaldo Cruz e o saci ou a figuração do duplo em ‘Sonhos tropicais’”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 99-119.

OLIVIERI-GODET, Rita, BERND, Zilá, CERQUEIRA, Patricia Fialho, in “Recepção da obra de Moacyr Scliar no exterior”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 179-194.

PASSOS, Marie-Hélène Paret, “Moacyr Scliar: Da intuição genética ao processo de criação”, in Navegações, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2010, pp. 27-33.

___________, “Nos bastidores da criação literária de Moacyr Scliar: cadernos e caderneta”, in BERND, Zilá, MOREIRA, Maria Eunice, MELLO, Ana Maria Lisboa de, (orgs.), Tributo a Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2012, pp. 79-93.

PIROTT-QUINTERO, L. E., “A Centaur in the text: negotiating cultural multiplicity in Moacyr Scliar’s novel”, Hispania, n° 83, dez. 2000, pp. 768-778.

PRADO, Priscila Finger do, “Um olhar fantástico sobre ‘O Centauro no jardim’ ”, in Revista Trama, v. 3, n° 5, 2007, pp. 157-170.

PUCCA, Rafaela Berto, “Dialogia e marcas de oralidade em ‘A Mulher que escreveu a Bíblia’ de Moacyr Scliar”, in Terra Roxa e outras terras, Revista de Estudos Literários, v. 7, 2006, pp. 2-8.

QUINTÃO, Glauber Pereira, “O grande peixe: monstruosidade e punição no Livro de Jonas e em ‘A Estranha Nação de Rafael Mendes”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 3, n° 5, out. 2009. ISSN 1982-3053.

__________, “Ironia e genealogia em ‘A Estranha Nação de Rafael Mendes’, de Moacyr Scliar”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 3, n° 4, mar. 2009. ISSN 1982-3053.

REMÉDIOS, Maria Luíza Ritzel, “A Viagem, a memória e a história”, in ZILBERMAN, Regina, BERND, Zilá (orgs.), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 79-98.

RIBEIRO, Maria Aparecida, “Entre centauros e sereias: o hibridismo cultural na obra de Moacyr Scliar”, in CARDOSO, João Nuno Corrêa, RIBEIRO, Maria Aparecida (orgs.), Circulações no espaço lusófono: IX Semana Cultural da Universidade de Coimbra: “Estou vivo e escrevo sol”. O Ambiente e os direitos humanos no Ano Internacional do Sol, Coimbra, Ed. Universidade de Coimbra, 2007, pp. 219-240.

SANTANA JÚNIOR, Fernando Oliveira, “Medicina, ética e judaísmo na literatura: da anamnese à narrativa do doente em ‘A Majestade do Xingu’, de Moacyr Scliar, in INTERSEMIOSE, Revista Digital, Ano I, vol. 1, n° 1, jan/jul. 2012, pp. 91-114.

__________, “Judaísmo, medicina e literatura: ética médica judaica em ‘A Majestade do Xingu’, de Moacyr Scliar, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

SANTOS, E. P. dos, “A Paródia pós-moderna como ficção descolonizante”, in SANTOS, E. P. dos, As Armas do texto, Porto Alegre, Sagra-Luzzatto, 2000.

SCHECHTMAN, Alfredo, “Scliar, Kafka y los leopardos”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

SILVA, Vicentônio Regis do Nascimento. “Scliar, Moacyr. Território da emoção”. Uniletras, Ponta Grossa, v. 35, n. 1, p. 163-166, jan/jun. 2013. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/uniletras/article/view/5442/3932. Acesso em: 14 jul. 2014.

SILVERMAN, M., “A Ironia na obra de Moacyr Scliar”, in SILVERMAN, M., Moderna ficção brasileira, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1979.

SLAVUTZKY, Abrão, “Um guia na escuridão: do Micale ao Moacyr Jaime Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 108-113.

__________, Moderna sátira brasileira, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1987.

SOUZA, Lucimara da Silva, “Literatura contemporânea. Moacyr Scliar: ficções desencadeadas por notícias do cotidiano”, in Vocábulo: Revista de Letras e Linguagens Midiáticas, ISSN 2237-3586. Disponível em: http://www.baraodemaua.br/comunicacao/publicacoes/vocabulo/. Acesso em: 14  jul. 2014.

VIEIRA, Nelson H., Jewish voices in brazilian literature, Gainsville, University Press of Florida, 1995.

__________, Ser judeu e escritor: três casos brasileiros: Samuel Rawet, Clarice Lispector, Moacyr Scliar, Rio de Janeiro, Centro Interdisciplinar de Estudos Contemporâneos, Escola de Comunicação/Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1990.

__________, “Humor e melancolia: Dimensões híbridas e centaurescas na obra de Moacyr Scliar”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina, O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 179-196.

VILLACA, N., Paradoxos do pós-moderno: Sujeito e ficção, Rio de Janeiro, Ed. da UFRJ, 1996.

VOGT, Carlos, “A Solidão dos símbolos: Uma leitura da obra de Moacyr Scliar”, in VOGT, Carlos, Ficção em debate e outros temas, São Paulo/Campinas, Duas Cidades/Unicamp, 1979, pp. 71-80.

___________, Crítica ligeira, Campinas, Pontes, 1989.

WALDMAN, Berta, “Os caminhos da ficção de Moacyr Scliar”, in Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n° 11, out. 2012. ISSN: 1982-3053.

___________, “Recortes”, in WALDMAN, Berta, Entre passos e rastros : a presença judaica na literatura brasileira contemporânea, São Paulo, Perspectiva, 2003, pp. 103-130.

WALDMAN, Berta, “A Guerra no Bom Fim: uma forma seminal ?”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina, (orgs), O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar, Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 47-66.

WREMIR, Scliar, “Moacyr Scliar, o cidadão”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Marc Chagall, v. 3, n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 103-107.

ZILBERMAN, Regina, A Literatura no Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Mercado Aberto, 1980.

___________, Literatura gaúcha: Temas e figuras da ficção e da poesia, Porto Alegre, L&PM, 1985.

___________, Roteiro de uma literatura singular, Porto Alegre, Ed. da UFRGS, 1992.

___________, “A Crítica social nos contos de Moacyr Scliar”, in SCLIAR, Moacyr, Dez contos escolhidos, Brasília, Horizonte/INL, 1984.

___________, “Insólito, mas coerente – o conto de Moacyr Scliar”, in ZILBERMAN, Regina (org.), Os melhores contos de Moacyr Scliar, São Paulo, Global, 1984.

___________, “A Crítica social nos contos de Moacyr Scliar”, in SCLIAR, Moacyr, O Carnaval dos animais, Rio de Janeiro, Ediouro, 2001, pp. 5-11.

___________, “Moacyr Scliar e a história dos judeus no Brasil”, in SLAVUTZY, Abrão, A Paixão de ser: Depoimentos e ensaios sobre a identidade judaica, Porto Alegre, Artes e Ofícios, 1998, pp. 335-343.

___________, “A Ficção de Moacyr Scliar”, in Anais, Tóquio, Associação Japonesa de Estudos Luso-Brasileiros (AJELB), XIX, out. 1985, pp. 67-74.

___________, “Moacyr Scliar e o ideal do livro”, in Cadernos ESE: Alfabetização e Leitura, Niterói, Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, v. 1, n° 1, nov. 1993, pp. 11-14.

___________, “Capitão Birobidjan: um idealista para o século XXI”, in BERND, Zilá, ZILBERMAN, Regina, O Viajante transcultural: leituras da obra de Moacyr Scliar,Porto Alegre, EDIPUCRS, 2004, pp. 67-77.

___________, “Do Bom Fim para o mundo: entrevista com Moacyr Scliar”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall, v. 1 n° 2 (jul-dez.) 2009, pp.116-120.

___________, “O escritor, o leitor e o livro”, in WebMosaica Revista do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall, v. 3 n° 1 (jan-jun.) 2011, pp. 64-70.

ZORZO, Solange Salete Tacolini, “ ‘O Centauro no jardim’, de Moacyr Scliar: uma metáfora para a identidade individual, in IV EDIPE – Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino, 2011, pp. 1-21.